Notícias

O profissional da Estatística domina um conjunto integrado de métodos para tratamento e análise de dados, o que o torna um profissional requisitado pelas mais diversas instituições para atividades variadas, conforme se segue.

Em indústrias: coleta de dados, na linha de produção, para manter e controlar o processo produtivo, assegurando o nível de produção e os padrões de qualidade; otimização do processo produtivo; detecção das variáveis que realmente influenciam o processo produtivo, viabilizando experiências que possam levar a alterações efetivas nesse processo; planejamento de experimentos viáveis, com economia de observações e, portanto, de custo, que possam trazer informações necessárias para comparar novos produtos e novas situações de produção ou de ajustes no processo; garantia e/ou otimização do desempenho de um sistema ou equipamento sob determinadas condições de uso e por um determinado tempo; planejamento de métodos de coleta e análise de dados para a exploração mineral, como, por exemplo, no mapeamento e no cálculo de reservas minerais.

Em instituições públicas: planejamento da coleta, do armazenamento e do processamento de informações; processamento de dados com o objetivo de sintetizar e divulgar resultados; montagem de metodologia adequada de geração de indicadores econômicos; previsão de safras; projeção de demandas, como consumo de energia, necessidade de telefones, etc.; apuração de resultados de censos.

Em hospitais e instituições de pesquisa médica: prestação de assessoria estatística no exame da validade de testes clínicos, no estabelecimento de padrões de referência, na determinação de fatores de risco de doenças, na comparação de resultados de diversos tratamentos clínicos e no planejamento de experimentos clínicos controlados, de estudos de casos e de estudos prospectivos. 

Em empresas de pesquisa de opinião e mercado: prestação de assessoria estatística no levantamento de audiências de programas de televisão, da popularidade de candidatos a cargos políticos, etc.; na avaliação da aceitação de novos produtos; na realização de pesquisas para determinação do perfil de consumidor; e no planejamento e execução de pesquisa para determinação de características socioeconômicas dos habitantes de uma região.

Em bancos e companhias de seguro: elaboração de previsões a serem utilizadas como instrumento gerencial; trabalho em associação com a atuária nos cálculos das probabilidades de morte, doença, roubo de carro, etc.; otimização de procedimentos de atendimento ao público, como filas de banco, número de caixas, etc.

Em centros de pesquisa: orientação fundamental em todas as fases de um projeto de pesquisa que envolva coleta, tratamento e análise de dados.